Histerectomia


Conceitos Gerais da Histerectomia.


Histerectomia, procedimento típico da cirurgia ginecológica, está entre as cirurgias mais praticadas em todo mundo. A histerectomia é retirada cirúrgica do útero, a histerectomia pode ser praticada de três maneiras distintas:

  1. Histerectomia Parcial, quando se conserva o colo do órgão;
  2. Histerectomia Total, quando se retira todo órgão e;
  3. Histerectomia Ampliada, quando a cirurgia se estende à retirada, dos anexos uterinos - trompas e ovários. De modo progressivo, a amplitude da cirurgia pode incluir, de acordo com a doença, a linfadenectomia – que é a retirada dos gânglios linfáticos da pelve e do abdome, a omentectomia ou extirpação do epiploo – a dobra de tecido que envolve os órgãos do abdome e da pelve e outros órgãos e tecidos, de acordo com a natureza de cada problema. Geralmente, as intervenções maiores são reservadas à cirurgia oncológica.

Porque se retira o útero?


As indicações de uma histerectomia se devem, basicamente, à presença de tumores, dor ou sangramento uterino anormal e persistente (metrorragia). Entre as doenças benignas mais comuns estão: pólipos, miomas, hiperplasia do endométrio, dor pélvica crônica e doença inflamatória pélvica. Entre as doenças malignas podemos citar o câncer do colo do útero, câncer do endométrio e os tumores do ovário.


Quais as modalidades de histerectomia?


Histerectomia abdominal

Histerectomia abdominal é realizada através de uma incisão do abdome, também chamada de laparotomia. A incisão padrão, nestes casos é feita de forma transversal e baixa na pelve, o que configura um bom resultado estético. Apenas excepcionalmente, a incisão é feita no sentido longitudinal. A histerectomia abdominal, quando bem indicada e praticada por cirurgiões ginecológicos experientes, é considerada uma cirurgia com baixo índice de complicações. O tempo de cirurgia da histerectomia abdominal é de 1 a 2 horas. Nos casos difíceis, este tempo pode ser maior.

Na maioria das vezes, a anestesia para a histerectomia abdominal é feita pela técnica do bloqueio peridural ou raqui, consideradas muito seguras e de fácil execução.

Como fica a cicatriz da histerectomia abdominal?

A cicatriz final da histerectomia abdominal pode ter um aspecto estético bastante satisfatório, se alguns cuidados técnicos forem tomados. É comum que as pacientes submetidas à histerectomia abdominal se beneficiem da plástica do abdome (abdominoplastia) na mesma cirurgia.

E a recuperação?

O tempo de restabelecimento está em torno de 15 dias. Os pontos são retirados no período de 7 a 14 dias

Histerectomia laparoscópica

Como é feita a histerectomia laparoscópica?

Nesta modalidade, a histerectomia é executada sem a abertura do abdome. Os instrumentos cirúrgicos e a microcâmera são introduzidos através de pequenos orifícios feitos no abdome.

O órgão é retirado do abdome pela vagina, ou através de um equipamento acoplado a um dos portais da cirurgia, conhecido como morcelador. Este aparelho permite a diminuição do volume do órgão, que é retirado do abdome cortado em tiras, através de suas laminas giratórias.

A histerectomia videolaparoscópica tem as mesmas indicações da histerectomia abdominal. No entanto, o método pode ser extremamente útil em algumas circunstâncias, permitindo melhor visualização da cavidade abdominal e dos detalhes da anatomia.

Quais as vantagens da histerectomia laparoscópica?

O tempo cirúrgico é, aproximadamente, o mesmo da histerectomia abdominal – 2 horas em média; e entre as vantagens estão a menor manipulação traumática dos tecidos e cicatrizes muito pequenas que tendem a desaparecer. Ao final, isto resulta em maior conforto e menor tempo de recuperação pós operatória.

Histerectomia vaginal

Histerectomia VaginalComo é feita a histerectomia vaginal?

A histerectomia vaginal utiliza o canal da vagina como via de acesso para a retirada do útero, mesmo na ausência do prolapso (ou descida) do órgão.

Este método de histerectomia reúne como principal atrativo às pacientes, um baixíssimo índice de complicações e uma recuperação excelente, em curto espaço de tempo. Isto pode ser explicado pelo fato da vagina ser um orifício natural do organismo, e o acesso ao útero não incluir a abertura ou corte de planos musculares, mas apenas da mucosa vaginal, que possui baixo limiar de dor e alto potencial de cicatrização. Além disso com a histerectomia vaginal não há cicatrizes aparentes!

Entre outras vantagens da histerectomia vaginal, estão a possibilidade da paciente realizar, na mesma cirurgia, a prevenção e o tratamento da incontinência urinária e as cirurgias plásticas da intimidade.

A anestesia utilizada para histerectomia vaginal é o bloqueio anestésico peridural e raquiano. O tempo cirúrgico é de 1 a 2 horas, com hospitalização de 24 horas. A recuperação está em torno de 5 a 7 dias.


Como Pagar

  •  Incontinência Urinária
  • Tratamentos para Infertilidade
  • Cirurgia de Intimidade

Como se Livrar do Problema de Incontinência Urinária?


 Incontinência Urinária A incontinência urinária é denominada como perda involuntária de urina, podendo trazer muitas vezes consequências desconfortáveis na vida social e emocional de mulheres, indiferente da idade.

Segundo o Dr. Celso Ronsini, é importante diagnosticar o tipo de incontinência apresentada pelo paciente. Para isso, é feito o exame de Urodinâmica, que escuta o mecanismo fisiológico da micção. Neste exame são aplicadas e monitoradas sondas acopladas a sensores e os movimentos da bexiga, uretra e reto – associados á micção. Dessa maneira, é possível avaliar a capacidade de armazenamento da bexiga, seu ritmo de contratação, a pressão de abertura dos esfíncteres, a velocidade do fluxo e se há perda de urina com esforços induzido pelo paciente. Definido o tipo de incontinência passa-se para o tratamento.

Infertilidade


Tratamentos para Infertilidade É um distúrbio que afeta um em cada dez casais em idade fértil. O diagnóstico de infertilidade geralmente é confirmado após 12 meses de tentativa da mulher engravidar, ou se a gravidez se confirma mas não segue, não vai ao tempo certo. Se a mulher tem mais de 35 anos, costumamos diminuir o prazo de diagnóstico para seis meses de tentativas.

Algumas causas de infertilidade podem ser tratadas com sucesso por meio de procedimentos e técnicas simples. A inseminação artificial, terapia hormonal e pequenas cirurgias podem resolver previamente o problema da infertilidade. Porém, nos casos mais complexos, quando o tratamento simples não é bem sucedido, a técnica de reprodução assistida, efetuada em laboratório, se torna a alternativa mais indicada...

Cirurgia da Intimidade


Cirurgia de Intimidade O conjunto dos diferentes procedimentos estéticos vaginais é chamado de Rejuvenescimento Vaginal. Os procedimentos mais comuns são a vaginoplastia e o lipofilling, preenchimento dos lábios vaginais. Esse tipo de cirurgia firma uma tendência da mulher moderna, que possui liberdade para mudar a estética da sua parte íntima.

A maioria das pacientes são mulheres acima dos 40 anos ou que perderam bastante peso, podem fazer um rejuvenescimento vaginal. Grande parte dessas mulheres desejam estreitar os lábios vaginais, pretendem sentir-se mais novas.